skull and bones na moda

Símbolos da moda – Sou o que eu visto!

Postado em Atualizado em

FIQUE ATUALIZADO

Insira seu email e receba gratuitamente as atualizações do Blog da CriAção!

A moda está presente em nosso dia-a-dia mesmo quando não pensamos em moda. Nos deparamos com ela ao abrir a porta de nosso guarda-roupas e nos fazemos aquela velha pergunta – “com que roupa eu vou?” – então experimentamos, experimentamos e experimentamos!

A roupa que vestimos reflete nossa personalidade, nosso estado de humor, um objetivo específico para “aquele dia”, um ideal social… mas será mesmo que nos dias atuais as pessoas ainda se preocupam com a ideia que estão passando através de suas vestimentas ou agora o que vale é apenas “ser diferente”.

Símbolos nos rodeiam 24 horas por dia e não duvide, eles tem significados. Muitos vem de tempos muito remotos, lá do mundo antigo e representam mistérios, magia, ocultismo. Outros representam ideais políticos e alguns movimentos pró-saúde.

Você sabe que mensagem está transmitindo hoje? Se não sabe, vamos descobrir!

Símbolos que estão na moda!

1. Asas

Image

O símbolo de asas tem aparecido com maior frequências nos acessórios do que em vestuários e tem um significado muito importante dentro do esoterismo, pois elas simbolizam a liberdade do espírito entre a terra e o céu e o reino dos pássaros, seria o meio que interliga o Paraíso com a Terra. Usar esse símbolo, é uma representação de que você está se movendo entre eles e fazendo o caminho entre a espiritualidade e matéria.

Asas de anjo simbolizam proteção e redenção. Asas de pássaros simbolizando vontade de voar, liberdade e em algumas crenças místicas, representam que a pessoa que a possui, passou por um intenso treinamento e provações, por isso, é merecedor de suas asas.

2. Borboleta Monarca

Image

A borboleta por si só carrega consigo grande simbologia desde o esoterismo, como em lendas, ciência, mitologia e outros. A borboleta representa transformação devido seu processo de evolução, além de beleza, felicidade, efemeridade da natureza e renovação.

O processo de metamorfose das borboletas foi no Egito antigo, comparado ao processo de mumificação e por isso, carrega o significado da ressurreição, ou seja, a crisálida é o ovo que contém a potencialidade do ser e a borboleta que sai dele pode ser vista como a saída do túmulo.

Também associada com a Teoria da Conspiração de Controle Mental – Programação Monarca – seria a continuação do projeto MK Ultra e teria recebido o nome desta linda borboleta por ter suas etapas de programação semelhante ao ciclo destas borboletas – um inseto que começa sua vida como um verme (que representa um potencial não desenvolvido) e, após um período de encasulamento (programação) renasce como lindas borboletas (o escravo Monarca). Algumas características específicas da borboleta monarca também são aplicáveis ​​ao controle da mente.

A borboleta monarca aprende onde nasceu (suas raízes) e passa esse conhecimento através da genética sobre a sua descendência (de geração em geração). Esse foi um dos principais animais que intrigava cientistas afora, por causa de seu conhecimento que pode ser transmitido geneticamente. A programação Monarca tem os objetivos Illuminati e nazistas para criar uma raça superior, em parte, pela genética. Se o conhecimento pode ser transmitido geneticamente (e é), então é importante que os pais sejam encontrados, que possam passar o conhecimento correto para essas vítimas selecionadas para o controle mental Monarca.

3. Bigode (Mustache)

Image

Mustache é o representante em inglês da palavra Bigode e virou febre mundial, marcando forte presença no vestuário feminino e masculinos, acessórios e objetos de decoração.

Moda que teve início na Austrália, um grupo de amigos saudosos da moda dos anos 70 relembravam a moda dos bigodes, muito presente no universo masculino tempos atrás e decidiram criar a organização Movember¹ Foundation, cujo objetivo é o de incentivar a luta contra o câncer de próstata, conscientizar os homens da importância dos cuidados com a saúde e incentivar o uso de preservativo.

E o símbolo escolhido para representar a organização, foi o bigode, grande representante da masculinidade por algumas décadas.

¹ Movember – junção das palavras Member e November (Membro e Novembro).

4. Caveira

Image

Elas invadiram a moda com força jamais vista desde os anos 80 quando eram símbolo do movimento gótico e do Rock&Roll. Talvez o engajamento com o símbolo da morte, deva-se ao fato de estilistas como Alexandre Herchcovitch ter adotado a imagem da caveira como símbolo recorrente em suas criações e por serem usada por algumas celebridades internacionais para homenagear o estilista Alexander McQueen, morto em fevereiro de 2010. Desde o início da sua carreira, o fashion designer adotou a imagem do crânio para a sua marca.

Para o ocultismo, a caveira representa mudança de vida, transformação, novo ciclo. Em hermético cabala, o crânio está relacionado com a Chi-Rho, simbolizando o tempo, a morte e o renascimento. Também pode representar na árvore da vida cabalística, a porta de entrada para os reinos mais elevados de entendimento, alcançado somente através da morte e do renascimento espiritual.

Para a Maçonaria, a caveira representa a efemeridade do mundo material e é o símbolo do renascimento nos rituais. Os alquimistas utilizam este símbolo como um emblema do recipiente de transmutação. Crânio e Ossos (Skull and Bones) é também o nome da sociedade secreta da elite da Universidade de Yale, que inclui membros como George Bush pai, Dubya George e John Kerry.

Culturalmente, também significa poder, força ou um símbolo de invencibilidade e a partir do século 17, aparece em lápides representada por ossos cruzados e uma caveira como símbolo da mortalidade.

5. Cruz Invertida

Image

Conhecida entre os católicos como Cruz de São Pedro, tem seu símbolo exposto em templos e acessórios utilizados por cristão por fazer referência a forma que o apóstolo Pedro foi crucificado – São Pedro governou a Igreja em Jerusalém e fundou a Igreja em Roma. Ao ser preso, solicitou ser crucificado de cabeça para baixo em sinal de respeito a crucificação Jesus.

A cruz invertida é também conhecida por ser um dos símbolos dos satanistas medievais, e caracteriza o sentido inverso ao cristianismo, ou seja, é uma forma de escarnecer da crucificação de Jesus Cristo.

Muito utilizada na década de 80, foi um dos símbolos do movimento gótico e contou com ajuda de artistas como Madonna para popularizar o objeto. E quem imaginaria que seria popularizado no universo It Girl¿

O maior símbolo do mundo gótico e adeptos do satanismo conta com a marca Dolce & Gabbana que apresentou a tendência de sua coleção para o inverno de 2014 para popularizar o símbolo no mundo fashion.

6. Cruz Ansata

Image

Chamada de Ankh, é conhecida como o símbolo da eternidade. Na cultura egípcia ela era usada para a iniciação da vida pós-morte. Porém, popularmente ela é associada ao vampirismo e a cultura gótica.

A história indica que este símbolo tenha surgido durante a Quinta Dinastia e a alça oval que compõe o ankh sugere um cordão entrelaçado com as duas pontas opostas que significam os princípios feminino e masculino, fundamentais para a criação da vida. Em outras interpretações, representa a união entre as divindades Osíris e Ísis, que proporcionava a cheia periódica do Nilo, fundamental para a sobrevivência da civilização.

No final do século XIX, o ankh foi agregado pelos movimentos ocultistas que se propagavam, além de alguns grupos esotéricos e as tribos hippies do final da década de 60. É utilizado por bruxos contemporâneos em rituais que envolvem saúde, fertilidade e divinação, ou como um amuleto protetor de quem o carrega.

O ankh também foi incluído na simbologia da Ordem Rosa-Cruz, representando a união entre o reino do céu e a terra. Em outras situações, está associado aos vampiros, em mais uma atribuição à longevidade e imortalidade. Ainda encontra-se como uma alusão ao nascente-poente do Sol, simbolizando novamente o ciclo vital da natureza.

O ankh popularizou-se no Brasil no início dos anos 70, quando Raul Seixas e Paulo Coelho (entre outros) criaram a Sociedade Alternativa. O selo dessa sociedade possuía um ankh adaptado com dois degraus na haste inferior, simbolizando os “Degraus da Iniciação“, ou a chave que abre todas as portas.

Na cultura pop, ele foi associado pela primeira vez ao vampirismo e à subcultura gótica através do filme The Hunger – Fome de Viver (1983), em que David Bowie e Catherine Deneuve protagonizam vampiros em busca de sangue. Mais tarde a personagem Morte, da HQ Sandman, seria o mais famoso ícone na cultura pop relacionando o ankh e a subcultura gótica.

7. Cruz de Nero

Image

7.1. Zombaria contra a crucificação de Jesus

A “cruz de Nero” é uma cruz com os braços quebrados e caídos. Uma zombaria contra a crucificação de Jesus, e hoje,  simboliza a vã expectativa de paz sem Cristo.

7.2. Nova Era

Símbolo hippie da paz, mundialmente conhecido como “cruz de Nero” ou “cruz quebrada” e um dos muitos símbolos usados pelo movimento ocultista denominado Nova Era.

7.3. Imperador Nero

O cruel imperador Nero foi o idealizador desse modelo de cruz com os braços em forma de V, no qual mandou crucificar o apóstolo Pedro. Ele a chamava “sinal do cristão quebrado“.

7.4. Hippies e Ecologia

É uma cruz de cabeça para baixo, também chamada de “pé-de-galinha“. Na década de 60 foi usada pelos hippies; também foi símbolo de ecologia no mundo, pois representa uma árvore de cabeça para baixo.

7.5. Campanha para o Desarmamento Nuclear

Image

Criado na Inglaterra por Gerald Herbert Holtom em 1958 para uso em campanha de desarmamento nuclear (Campaign for Nuclear Disarmament – CND).

O projeto foi uma combinação das letras “N” (dois braços estendidos apontando para baixo a 45 graus) e “D” (um braço levantado acima da cabeça) do semáforo bandeira alfabeto, de pé para o desarmamento nuclear.

8. coruja

Image

A coruja é um animal da noite, de olhos arregalados e vigilantes, atenta a qualquer som em meio a escuridão. Por isso, representa para muitas culturas uma poderosa e profunda conhecedora do oculto. A coruja representa aquele que vê na escuridão, aqueles que veem o que os outros não veem.

Na mitologia grega, Athena, a deusa da sabedoria, tinha a coruja como símbolo. Os gregos consideravam a noite o momento propício para o pensamento filosófico. Pela sua característica de animal notívago (noturno), era vista pelos gregos como símbolo da busca pelo conhecimento. Havia uma tradição que dizia que quem come carne de coruja adquire seus dons de previsão e clarividências, mostrando poderes divinatórios

A Coruja também tem sua imagem relacionada com a feiura devido seus olhos serem grandes e desproporcionais ao corpo. Era chamada de UGLA na língua nórdica antiga e deu origem ao termo inglês ugly –  que significa feio.

9. Infinito (Lemniscata)

Image

Infinito é um adjetivo que denota algo que não tem início nem fim, ou que é inumerável. É também um nome que representa o que não tem limites. Usado em sentido figurado pode significar Deus, o Absoluto ou o Eterno.

É um conceito usado em vários campos, como a matemática, filosofia e a teologia. É representado com o símbolo , e na matemática é uma noção quase-numérica usada em proposições. Distingue-se entre infinito potencial e infinito atual.

O infinito pode ser visto de muitas perspectivas. A intuição percebe-o como uma espécie de “número” maior do que qualquer outro. Para algumas tribos primitivas é algo maior que três, representando “muitos”, algo incontável. Para um fotógrafo o infinito começa a dez metros da lente, ao passo que para um cosmólogo pode não ser suficiente para conter o universo. Para um filósofo é algo que tem a ver com a eternidade e a divindade. Mas é na matemática que o conceito tem as suas raízes mais profundas, sendo a disciplina que mais contribuiu para a sua compreensão.

Este símbolo é também chamado de lemniscata. Simbolicamente a lemniscata representa o equilíbrio dinâmico e rítmico entre dois polos opostos. Foi largamente usada nos desenhos celtas e insistentemente reproduzida em seus intrincados desenhos de formas.

10. Olho de Hórus

Image

O olho de Hórus também representa o símbolo da maçonaria que significa o “olho que tudo vê“. Além disso é utilizado em várias ordens de cunho Gnóstico e Esotérico a fim de trazer proteção. Na religião Wicca, o “Olho de Hórus” é muito usado como amuleto protetor e energizador uma vez que seu usuário adquire maior clarividência, equilíbrio e poder de cura. Por outro lado, para os cristãos, é visto como um símbolo demoníaco por associar-se a um deus pagão.

Nas tradições neo-pagãs o “Olho de Hórus” favorece a ‘evolução’ do terceiro olho, dons estes relacionados à clarividência e, da mesma maneira, simbolizando o “olho que tudo vê”, ou seja, aquele que enxerga muito além das aparências. Por esse motivo, atualmente esse símbolo adquiriu grande popularidade sendo muito utilizado em amuletos, livros e objetos ritualísticos como símbolo de proteção, de elevação, de energia. Vale observar que o “Olho de Hórus” é encontrado no dólar, dinheiro americano, símbolo da providência econômica dos Estados Unidos.

10.1 Mitologia

Representa o olhar aberto e justiceiro de um dos deuses egípcios da mitologia: Hórus.

O símbolo do “Olho de Hórus” é representado por um olho humano, composto de pálpebras, íris e sobrancelha. As linhas abaixo figuram as lágrimas, que por sua vez, simbolizam: a dor na batalha em que o deus Hórus perde seu olho e ademais estão associadas aos animais gato, falcão e gazela, adorados pelos egípcios.

10.2 Lenda do Olho de Hórus

Denominado também de “Udjat” (olho direito) e “Wedjat” (olho esquerdo), que significa “olho inteiro”, o olho de Hórus na mitologia egípcia, é um símbolo sagrado que representa o sol (olho direito) e a lua (olho esquerdo), enquanto os dois olhos juntos (Udjat/Wedjat), simbolizam todo o Universo e também as forças da luz.

Esse conceito, aproxima-se bastante do símbolo do Tao, Yin e Yang, em que um é o sol, o outro a lua e juntos, formas as forças de tudo o que existe no universo.

Hórus, considerado “deus dos céus”, filho de Osíris e de Ísis, possuía cabeça de falcão e a simbologia da sorte presente neste amuleto que afasta o mal. O “Olho de Hórus”, advém da lenda em que ele, para vingar a morte de seu pai, enfrenta Seth, o deus do Caos, e, como consequência dessa luta, Hórus, perde o olho esquerdo, que por sua vez fora substituído por um amuleto de serpente. Por esse motivo, o olho de Hórus tornou-se um símbolo de proteção e força, talvez o mais conhecido e utilizado no Egito, usado para conceder poderes curativos. Não obstante, para os egípcios, o olho era o espelho da alma que possuíam poderes mágicos contra o mau olhado e as forças do mal.

11. Hexagrama

Image

O hexagrama é uma figura geométrica composta por 6 partes e é utilizada com frequência na religião para representar algum sentido, ou podem ser usados para transmitir qualquer mensagem em forma de simbologia, tendo pertencido à simbologia hebraica, cristã e muçulmana.

Diferente do símbolo representante da bandeira de Israel e que também representa a Estrela de Davi, que são dois triângulos sobrepostos, o hexagrama são dois triângulos entrelaçados, tendo um a ponta para cima e outro para baixo, utilizado pelo judaísmo e por seus adeptos, além de outras doutrinas como Santo Daime. Outro nome dado a este símbolo é “Selo de Salomão“.

No Hinduísmo, cada ângulo representa um deus da trindade: BrahmaVishnu Shiva, respectivamente, o Criador, Preservador e Destruidor.

A tradição hindu vê neste símbolo, que nesta cultura tem o nome de Lantra, a representação da união de Cali e Shiva, na junção dos dois triângulos, a fusão do masculino e do feminino e consequentemente dos elementos fogo e água.

O hexagrama, como símbolo alquímico, tem o significado de álcool, a “água de fogo“, dado que pelas suas características associava a junção dos dois elementos numa única substância.

Os feiticeiros medievais acreditavam que o hexagrama era um símbolo protetor, como todos os desenhos de linhas entrelaçadas e sem intervalos ou interseções por onde pudessem entrar má influência. Estes símbolos  eram  desenhados  no  chão  para  delimitar  uma  zona  protegida onde os rituais eram executados.

Na China, o hexagrama corresponde a símbolos completamente diferentes da “estrela de seis pontas” e estão reunidos no Livro das Mutações, ou I Ching. O hexagrama chinês é composto por variações de seis traços que podem ser contínuos ou descontínuos, representando, respetivamente, o elemento masculino Yang ou o elemento feminino Yin.

Este símbolo é também considerado um “símbolo de desonra” no Terceiro Reich, e utilizado por instituições independentes ao longo da história, o hexagrama também traz um forte apelo ocultista.

Segundo a obra de Albert G. Mackey sobre a maçonaria, The Symbolism of Freemasonry os dois triângulos entrelaçados representam a união das forças ativa e passiva na natureza, os pólos feminino e masculino, yoni e linga (representações dos genitais no hinduísmo). Sendo o triângulo voltado para baixo o símbolo do princípio feminino e o triângulo voltado para cima representando o princípio masculino. Portanto, nesta interpretação, o hexagrama possui um simbolismo sexual. O hexagrama também foi adotado na Maçonaria do Arco Real e, neste caso, segundo o autor maçom Wes Cook, o símbolo representa equilíbrio e harmonia.

Há ainda suposições menos plausíveis associando o hexagrama à ritos “satânicos”, ou como um poderoso instrumento para evocações e conjurações malignas em círculos de magia negra ou associá-lo à pegada de um suposto demônio conhecido por Trud.

Além disso, ele pode ser interpretado como o infinito também, já que dentro dele pode-se fazer outro pentagrama menor e assim por diante.

12. Pentagrama (Baphomet)

Image

Há muito tempo tem sido associado com o mistério e a magia. O pentagrama invertido foi usado por Satanistas medievais em suas cerimônias que eram, simplesmente, o inverso do cristianismo e uma rebelião contra o mesmo. Esse pentagrama era um símbolo mágico, oposto ao simbolo religioso. No século 19 o mago Eliphas Levi foi quem, oficialmente, caracterizou o pentagrama como um símbolo do “mal“. A ponta de baixo, estaria apontando para o inferno. O pentagrama invertido, frequentemente, aparece com a imagem de Baphomet (cabeça de bode) que é o símbolo “oficial” do satanismo.

O Ritual do Pentagrama Invertido ou RPI precede e encerra toda espécie de ritual praticada pelo satanista, salvo ocasiões em que o próprio ritual não aconselhe este procedimento. Isso ocorre porque, em primeiro lugar, esse ritual serve para revitalizar as forças psíquicas do praticante colocando-o em uma postura mental adequada e preparando-o para o ritual propriamente dito. É como se os pentagramas abrissem os portais do Inferno, para onde o satanista se projeta com a intenção de fazer a sua magia. Esse ritual é dividido em cinco etapas:

  1. O Estabelecimento da Árvore da Vida;
  2. A Invocação/Banimento com os Príncipes Coroados do Inferno;
  3. Conjuração dos Quatro Demônios Dirigentes;
  4. Invocação a Satã;
  5. Encerramento.

Triângulo: o triângulo significa, acima de tudo, a relação entre o Homem, Deus e os Cosmos, no meio intelectual e espiritual. Já especialmente o triângulo equilátero faz referência a estabilidade, já que mesmo posto “ao contrario” ele continuaria o mesmo. Segundo os chineses, ele significa o numero três e que esse símbolo seria o de totalidade ou finalidade.

Agora que você conhece o significado dos principais símbolos da moda, sabe se eles combinam com sua personalidade e com suas crenças. Vale a pena pesquisar antes de adotar um símbolo, mesmo que ele seja tendência.

Se quiser saber sobre algum símbolo da moda que não foi contemplado neste artigo, deixe sua sugestão nos comentários que vou pesquisar e atualizar os post.

Fontes de Referência:

http://www.girlswithstyle.com.br/rapidinha-fashion-simbolos/

(http://danizudo.blogspot.com.br/2012/07/o-controle-mental-monarca-suas-origens.html)

http://www.estilotex.com.br/blog/?p=155

http://www.luzdaserra.com.br/2253/caveira-esta-na-moda-o-que-este-simbolo-significa/

http://eaibeleza.com/moda/aprendendo-a-usar-cruz/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ankh

http://www.morelhp.com/2007/04/cruz-de-nero-simbolo-hippie.html#ixzz2n4V8Ltzl

http://klerida.blogspot.com.br/2012/10/simbolos-satanicos-na-moda-jovem.html

http://www.infopedia.pt/$hexagrama;jsessionid=k5PVgnlLhZu4l+RLeqWwTQ__